Como obter benefícios para sua mente durante os treinos

Construir músculos fortes e magros e um coração saudável é apenas o começo – a prática regular de exercícios também uma grande variedade de benefícios que vão além do corpo físico. Tudo está interligado, desde o aumento da capacidade cerebral e auxilio no controle da respiração até a promoção de bem-estar. Então, como obter esses benefícios mentais em seus treinos?

 

1. Moderação é a chave – um estudo de 1,2 milhão de adultos nos EUA mostrou que aqueles que se exercitam em aulas mais curtas (cerca de 45 minutos) desfrutam de melhor saúde mental do que aqueles que se exercitam durante treinos de maratona. A pesquisa também mostrou que aqueles que treinam por três a cinco dias por semanas tiveram uma redução de bem-estar comparado àqueles que treinam mais de cinco vezes por semana. Isso levou os pesquisadores a recomendar um ponto ideal entre duas e seis horas de exercício por semana.

 

2. Qualquer exercício é bom, mas alguns são melhores que outros – os pesquisadores identificaram que alguns tipos de treino são superiores quando se trata de fornecer benefícios para a saúde mental. Os esportes coletivos parecem ser os vencedores, seguidos por exercícios baseados em ciclos e depois exercícios aeróbicos. Estes três principais sugerem que, quando se trata da saúde mental, as atividades baseadas em grupos são preferíveis. Aulas como Yoga são considerados como um alto estimulador do humor, e um estudo recente indica que o Yoga, especificamente na parte da respiração consciente, pode ser usada para aliviar sintomas da depressão.

 

3. Levante pesos – mas não se preocupe com o quão pesados eles são – uma análise recente de testes de treinamento de fora clínica destacou que o treino de força é uma maneira valiosa de aliviar os sintomas de depressão – pode ter um efeito similar aos medicamentos antidepressivos ou à psicoterapia. O cinesioterapeuta Jacob Meyer explica que não parece importar se as pessoas realmente melhorar sua força; depois de um treino de resistência, eles ainda apresentavam sintomas mais baixos de depressão. “Você pensaria, em particular se é uma mudança fisiologia especifica na construção muscular que impulsionou os efeitos antidepressivos, que o aumento da força teria que acontecer para que os sintomas depressivos de alguém diminuíssem. Mas, esse não parece ser o caso”. Meyer suspeita que há uma fator real de bem-estar associado ao treinamento de força.

 

4. Assim como todos os músculos do seu corpo, seu cérebro precisa de variedade – o especialista neurológico Maurice Curtis explica que o cérebro é o único órgão que você não pode sobrecarregar, e você não vai ter um colapso se voce começar a desafiar sua massa cinzenta, introduzindo novas formas de se mover. Se você dizer a mesma coisa todos os dias, provavelmente ficará bom nisso, mas haverá aspectos da vida que você não estará vivenciando. Um cérebro saudável precisa de variedade para prosperar.

 

5. Exercitar sua mente também é bom – Meyer explica que o aumento da atenção plena pode levar você a fazer escolhas que levam a mais atividade física. A meditação também pode promover uma percepção mais precisa do seu nível de atividade física.

 

O exercício realmente melhor o poder do cérebro?

Pesquisas sugerem que exercícios aeróbicos regulares podem aumentar o tamanho do hipocampo, o núcleo dos sistemas de aprendizado e memória do cérebro. Curtis explica que quanto você exercita seu corpo libera muitas coisas boas, incluindo o fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF), que é bom para a saúde das células cerebrais. A ideia é que, quando você se exercita, é muita mais provável que você faça com que o cérebro produza novas células cerebrais. Isto é apoiado por um estudo alemão que mostrou como correr enquanto aprende outro idioma, ajudava as pessoas a lembrar melhor das novas palavras.




Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *